São Paulo, SP 01415-906, Brasil
11 3158-1049
contato@fcnuvem.com.br

UX Design Quality Assurance (UXDQA): como garantir a qualidade da experiência do seu produto

A FC Nuvem está sempre antenada nas novidades e benefícios que o mundo digital pode oferecer. E é claro que quer te deixar por dentro também! Nosso blog está aqui para te instruir e informar.

UX Design Quality Assurance (UXDQA): como garantir a qualidade da experiência do seu produto

De acordo com a definição da ISO 9000, Quality Assurance ou garantia de qualidade, em português é parte da gestão da qualidade destinada a dar garantias de que os requisitos de qualidade serão cumpridos.  Como a própria definição diz.  

Quality Assurance vem da gestão de qualidade, não é uma área própria do design, por isso normalmente o foco está somente na qualidade técnica e não na qualidade da experiência do usuário, no entanto devemos perceber que a experiência permeia todas as fases de um produto, desde o design, desenvolvimento e entrega, por isso nós UX Designers devemos estar em cada uma dessas fases. 

QA na Fase de Design 

Na fase de design devemos avaliar a qualidade da interação e para isso podemos usar o framework DECIDE projetado por Sharp, Roger e Preece em 2005, para orientar o planejamento, a execução e a análise de uma avaliação de IHC (Interação Humano Computador), com as iniciais de cada etapa, em inglês, que compõem o nome, desta forma: 

Determine 

Determinar as metas da avaliação de forma clara para que todos compreendam, já que essa etapa servirá como base para todas as outras.  

Para esta etapa, vale se perguntar:  

  • Quais os Objetivos?  
  • Quem Solicitou e Por quê?  
  • Qual a Motivação?  
  • O que se Deseja Medir? 

Explore 

Explorar perguntas específicas a serem respondidas para cada meta definida, assim teremos insumos para escolher que tipo de avaliação será realizada e com quais técnicas.  

Para esta etapa, vale se perguntar: 

  • Quais Outputs eu espero encontrar? 
  • Como eu posso evoluir as questões a serem questionadas? 
  • Existem subquestões que poderíamos utilizar a partir de algum Output? 
  • A linguagem estabelecida é condizente com o contexto e também com o participante? 

Choose 

Escolher o paradigma e as técnicas de avaliação que responderão às perguntas e metas definidas nas etapas anteriores. 

Para essa etapa, vale se perguntar: 

  • Qual paradigma é compatível com o momento do projeto? 
  • Quais técnicas desse paradigma eu consigo viabilizar? 
  • Preenchemos todos os requisitos para encaixar qualquer modelo? 

Identify 

Identificar questões práticas que devem ser tratadas em cada método de avaliação. 

Para essa etapa, vale se perguntar: 

  • Iremos abordar clientes/usuários? Como podemos recrutá-los? 
  • Quais equipamentos serão necessários? 
  • Quantas pessoas utilizaremos no processo? 
  • Qual o papel de cada uma delas? 
  • Existe alguma dependência para a realização?  

Decide 

Decidir como lidar com questões éticas para que os participantes não sejam prejudicados antes, durante ou após a avaliação. 

Para essa etapa, vale se perguntar: 

  • Existe uma documentação prevista para o consentimento e seção dos direitos de imagem (se for o caso) do participante? 
  • Este inclui uma cláusula sobre o anonimato? 
  • Existe garantia de bem-estar do participante? Em um teste por exemplo, há recepção adequada e alimentação? 
  • Existe proteção para grupos vulneráveis, se for o caso? 

Evaluate 

Avaliar, interpretar e apresentar os dados escolhendo os melhores métodos de acordo com cada objetivo de avaliação. 

Para essa etapa, vale se perguntar: 

  • Você já executou pelo menos um teste piloto? 
  • Está claro em sua apresentação o modelo aplicado, seus prós e contras e a motivação pela escolha do mesmo? 
  • Está claro o contexto, usuário, artefato ou conteúdo analisado? 

QA na Fase de Desenvolvimento 

Já na fase de desenvolvimento vemos ainda mais clara a importância de designers e desenvolvedores trabalharem juntos, já que será preciso essa aproximação para garantir que as interfaces estão sendo projetadas como no protótipo e para averiguar, antes de passar para a fase de teste, questões como desempenho, acessibilidade, prevenção de bugs. 

Visto isso, percebemos que é cada vez mais importante começarmos a introduzir o UX Design QA dentro do processo de trabalho, para times que já trabalham com metodologias ágeis, pode ficar mais fácil incluir esse novo passo, pois podemos resolver esse problema adicionando uma coluna de UX Design QA dentro do quadro Kanban antes dos testes de QA, pois só assim esse processo não será ignorado e criaremos o reconhecimento e valorização por parte de todos do time e da empresa de que, devemos garantir uma experiência eficiente como um todo para o cliente.  

QA na Fase de Entrega 

Na fase de pós entrega nosso trabalho ainda não acabou, devemos acompanhar a saúde do produto por meio de análise de métricas para nos dar clareza de como nossos clientes estão usando e acessando nosso produto, quem são essas pessoas e se elas estão enfrentando possíveis dificuldades com o produto. 

Conclusão 

UX Design QA dentro do fluxo de trabalho, ainda não é uma realidade na maioria das empresas, mas é nossa responsabilidade como designers, trabalhar com produtos centrados no usuário e isso significa garantir a melhor experiência de ponta a ponta, portanto, gerando discussões sobre a importância dessa etapa, trabalhe mais perto dos desenvolvedores e sempre tenha o framework DECIDE como seu guia nesta jornada. 

Referências 

PREECE, Jennifer;  ROGERS, Yvonne;  SHARP, Helen. Design de Interação: Além da Interação Humano-Computador. Porto Alegre: Bookman, 2005. 

Autora: Thalita Andrezza Oliveira Caetano – Afiliada FC Nuvem 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *